Notícias

FB
01/11/2017 SENAR intensifica ações de saúde do homem no Novembro Azul Entidade leva informações e atendimento médico aos produtores e trabalhadores rurais O Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (SENAR) leva informações e atendimento médico aos produtores e trabalhadores rurais por meio do programa Saúde do Homem Rural. Já são 19 mil homens atendidos e este mês, durante a Campanha Novembro Azul de prevenção ao câncer de próstata, as ações se intensificam nos estados para incentivar o homem do campo a cuidar da saúde.
   A campanha é promovida no Brasil pelo Instituto Lado a Lado pela Vida, parceiro do SENAR nas ações de promoção social.
   "Vamos promover oito eventos este mês nos municípios de Paulo Lopes, Vargem Bonita, Painel, Guarujá do Sul, Jaborá, São Bonifácio, Anita Garibaldi e Urupema. A expectativa é atender mais 1,7 mil homens", afirma Estela Macedo, coordenadora do programa no SENAR Santa Catarina.
   De maio a setembro deste ano, a Regional atendeu 842 homens, com 69 exames de PSA (Antígeno Prostático Específico) e 15 exames de toque retal alterados.
   "É perceptível que a maior parte dos homens ainda precisa de intervenção ou tratamento médico porque culturalmente eles se cuidam menos que as mulheres. Porém, estão mais envolvidos e receptivos às informações e ao tratamento médico", explica Estela Macedo.
   As ações do programa Saúde do Homem são promovidas em parceria com entidades públicas e privadas, como a Sociedade Brasileira de Urologia (SBU) e as Secretarias Municipais de Saúde. 
   Durante os eventos, o SENAR distribui kits com mochila, folder, cartilhas e sabonete para quem participa de todas as atividades. Em alguns estados, as Administrações Regionais incluem outros produtos como filtro solar para prevenção do câncer de pele. Além do material, os eventos contam com palestras de médicos urologistas da SBU ou enfermeiros.
   "A palestra da SBU esclarece e motiva o autocuidado, gerando interesse nos participantes na realização do exame físico da próstata e, depois, na procura por atendimento nos postos de saúde", esclarece Estela Macedo. 
   O homem que participa dos eventos do SENAR recebe um cartão de acompanhamento dos exames, que é preenchido pelo médico urologista após o exame físico. Caso o médico perceba alguma alteração, encaminha o paciente para o serviço público de saúde para iniciar o tratamento. Nos demais casos, a secretaria de saúde do município fica responsável por procurar o paciente e dar retorno sobre os exames. 
   Mário Ronalsa, urologista da SBU, é um dos médicos que participa das ações do programa Saúde do Homem em Alagoas. Ele destaca a importância de conscientizá-los sobre prevenção. 
   "Nos eventos do Saúde do Homem estamos percebendo que a conscientização está começando e, pela primeira vez, homens com idade inferior a recomendada estão procurando fazer exames e se prevenir. A forma de diagnosticar é simples e barata, com a realização do PSA e o exame do toque. É importante destacarmos isso para eles, evitando assim o aumento de novos casos e de óbitos pela doença."
   O médico acredita que a campanha Novembro Azul é um momento para abordar a saúde do homem como um todo.  
"O Novembro Azul é lembrado como o mês de prevenção do câncer de próstata, mas devemos falar também de outros problemas que ninguém fala como impotência sexual, incontinência urinária e o câncer de pênis, principal causa de morte na região Nordeste do País. Precisamos agir também para combater essas doenças."
   Em 2017, até o mês de setembro, o SENAR realizou 8,7 mil exames de PSA e 2,5 mil de toque em Alagoas, Bahia, Ceará, Goiás, Maranhão, Minas Gerais, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Pará, Rondônia, Roraima, Tocantins e Santa Catarina. 

Entenda o câncer de próstata 

A próstata é uma glândula presente apenas no homem e é responsável pela produção de parte do sêmen. O câncer de próstata é o aumento anormal dessa glândula. Segundo dados do Instituto Nacional do Câncer (Inca), no Brasil, é o segundo mais comum entre os homens, atrás apenas do câncer de pele não-melanoma. 
   Em geral não apresenta sintomas e se desenvolve lentamente. Em estágio inicial, o homem pode sentir dificuldades para urinar e em casos mais avançados, a doença pode causar insuficiência renal ou infecção generalizada.
   A recomendação médica é que os exames preventivos sejam feitos anualmente a partir dos 50 anos e, para homens com histórico familiar, a partir dos 45 anos. 


Assessoria de Comunicação CNA/SENAR
Telefone: (61) 2109 1419
cnabrasil.org.br 
senar.org.br
twitter.com/SENARBrasil
facebook.com/SENARBrasil
twitter.com/SistemaCNA
facebook.com/SistemaCNA
instagram.com/SistemaCNA

Busca

Busque sua notícia por período

De

Até