Notícias

FB
30/11/2020 Conheça as equipes selecionadas para o 2º Hackathon Senar-RS Mais de 120 pessoas, divididas em 27 equipes, participam do evento de inovação, que começa na sexta-feira Faltando poucos dias para o início do 2º Hackathon, o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar-RS) divulgou quais as equipes foram selecionadas para a maratona de soluções inovadoras para o agro.   Ao todo, 27 equipes se qualificaram para participar do evento, que será realizado online, de 4 a 6 de dezembro. Desse total, 12 são startups e empresas de tecnologia. Confira:   Athena Agro ConectAgro Gestão Integrada de Resíduos Performance Vegetal Uai, Tchê! AgroHacks Agro Melhor Verde Água Getbee Código Terra Gestão na Agricultura baseada em Pesquisas e Inovação -  GAPI Tech4Plant Crops Team Union Squad COD - Conhecimento Oferecido a Distância Ciclo de Segurança Bootstrappers GEMMA AuRos Robotics Eirene Solutions Agro Payer InocuLar Creators Capataz Vantum Greener EGPV   No 2ª Hackathon Senar-RS, as equipes - formadas por integrantes de startups e estudantes universitários - vão duelar em uma competição de criatividade em busca de soluções para problemas que fazem parte da rotina do produtor rural.Divididos em equipes de 4 a 6 componentes, eles precisarão criar projetos inovadores dentro dos temas Gestão e Segurança. Assim, são esperadas propostas viáveis para prevenir problemas como o abigeato, ferramentas para reduzir os custos de produção, por exemplo. Para cumprir os desafios, as equipes receberão mentoria de especialistas do Senar-RS, produtores rurais, professores e parceiros. Os trabalhos desenvolvidos serão apresentados a uma banca avaliadora, que vai julgá-los pelos critérios de Criatividade e Inovação, Qualidade Técnica, Viabilidade e Aplicabilidade. Os três melhores trabalhos de cada desafio receberão R$ 50 mil em prêmios: R$ 15 mil para o primeiro lugar, R$ 7 mil para o segundo e R$ 3 mil para o terceiro.   Desenvolvedores no campo O mundo está prestes a testemunhar uma nova revolução do Agro, aos moldes do que foi visto no início do século 20. Só que, dessa vez, a mudança traduzida em produtividade e competitividade virá amparada por tecnologias digitais. No Brasil, o Senar quer estar na vanguarda dessa transformação, sendo elo de ligação entre quem desenvolve as tecnologias e o homem do campo. É por isso que eventos como o Hackathon são importantes: eles são capazes de atrair universitários, empresas e startups de inovação para buscar soluções para o agronegócio. "Há um monte de problemas que prejudicam nossa competitividade. Um desenvolvedor, que tem as ferramentas para resolvê-lo, vai enxergar uma oportunidade de negócio. E o Senar acaba virando o elo entre o problema que o produtor enfrenta e esse ambiente de inovação que pode resolvê-lo, atraindo também investimentos", diz o diretor de Estudos Avançados e Inovação do Senar-RS, Antônio da Luz. Os desafios propostos pelo Hackathon são levantados pelo Senar-RS junto ao produtor rural, que também participa desse evento online como mentores dos grupos concorrentes. A meta é estreitar laços e interesses para parcerias duradouras. "À medida em que atraímos os inovadores, vamos construindo a competitividade do produtor para daqui a 15 ou 20 anos. Também acreditamos que vão participar de nossos hackathons as empresas que, no futuro, vão estar em eventos como Expointer e Expodireto, e hoje estão em uma garagem", aposta Antônio da Luz.   2ª HACKATHON SENAR-RS Quando: De 4 a 6 de dezembro Premiação: R$ 15 mil para o primeiro lugar, R$ 7 mil para o segundo e R$ 3 mil para o terceiro. Informações: hackathon@senar-rs.com.br

Busca

Busque sua notícia por período

De

Até